Momento Fotografia: História da fotografia - Aula I


Olá amores e amoras,

Creio que não há ninguém que não goste de fotografia, ainda mais nos dias de hoje, onde temos milhares de recursos para fotografar. Podemos dizer que hoje em dia  todo mundo se acha fotógrafo. Mas, você sabe a história da fotografia?
Bom, eu já fiz curso de fotografia e agora que estou na faculdade de jornalismo, também tenho a matéria fotografia, e claro que eu tive que estudar novamente sobre a história da mesma. Logo pensei que seria uma boa ideia de post, afinal não é todo mundo que sabe sobre esse assunto bem curioso. Então, vem comigo nessa primeira aula.

Vamos começar dizendo que foram muitos os que contribuíram para o surgimento da fotografia, mas podemos começar dando uma ênfase à Joseph Nicephore Niépce, o primeiro a fazer uma fotografia, isso lá em 1826 (num processo chamado heliografia, que demorou 8 horas). Porém naquela época o problema maior era achar uma forma de fixar a imagem em alguma coisa, pois ainda não existiam os papéis fotográficos e a heliografia apagava. Através desse problema que Luis Jacques Mandé Daguerre entra em cena.

Em 1829, Niépce associa-se a Daguerre para uma pesquisa sobre fotografia, para assim acharem uma forma de dar vida à essa prática. Daguerre fez inúmeras experiências, até que descobriu o daguerreótipo e uma forma de fixar a imagem em algum suporte, no qual na época eram chapas de cobre sensibilizada com prata e tratadas com vapores de iodo.  Após a invenção, Daguerre vendeu sua invenção para o governo francês , no qual a apresentação oficial ocorreu em 1839 na Academia de Ciências de Paris.

Daguerreótipo | Fonte: InfoEscola
Claro que as pesquisas, descobertas e novas invenções não para por aqui, logo o inglês William Henry Fox Talbot inventou o negativo, que seria a produção em quantidades dessas fotografias, ou seja, as famosas cópias. Tudo isso deu-se através da chapa expostas, patenteando assim o calótipo, o processo negativo/positivo no qual empregava o papel translúcido. 
Vale lembrar que após essa grande invenção, outros cientistas descobriram outras técnicas, e partindo daí temos Frederick Scott Archer no qual inventou o processo de colódio úmido em 1851, e foi após todas essas descoberts que o daguerreótipo teve sua decadência dos anos 50.

Já parou pra pensar em como era todo esse processo de fotografar naquela época? Eu tenho até dó dos fotógrafos, afinal a placa onde a imagem era fixada deveria ser preparada e revelada logo após a fotografia, ou seja, além de os fotógrafos carregarem o peso dos equipamentos fotográficos (câmera, lente), tinham que levar as placas e produtos químicos. Imaginem o peso. Acho melhor nem reclamarmos hoje em dia em.

Ah, e vocês sabem como surgiu o termo: FOTOGRAFIA ?
Esse termo foi criado por Hercules Florence, em 1832, aqui no Brasil. O mesmo era um francês, porém morava aqui no Brasil e através de algumas pesquisas sobre fotografia, no qual detalhava por manuscrito, comprovou-se que Florence empregou a palavra 5 anos antes do termo ser usado na Europa. Interessante não ?

As mudanças são muitas dentro do mundo da fotografia, e isso desde os primórdios. A cada descoberta altera-se o modo de fotografar e consumir as imagens.  Do colódio úmido, aperfeiçoa-se para a emulsão gelatinosa, depois para o papel de brometo, até a película de rolo apresentada por George Eastman, criador da Kodak. 
Mas isso é papo para a segunda aula, me aguardem!


Nenhum comentário:

Postar um comentário