06 novembro 2017

Precisamos entender um ansioso

Ilustração por Gemma Correll
Olá amoras,

Hoje eu venho com um papo mais sério, mas de extrema importância, a ansiedade. O mundo sofre muito de ansiedade, só aqui no Brasil estima-se que 23,9% das pessoas tem crises de ansiedade e até então esse assunto quase nunca é falado.

Todos nós temos a ansiedade, faz parte de nós e muitas vezes é algo bom, como quando você está animado para um evento, na espera de algum produto que vai chegar pelos Correios, para encontrar alguém. Entretanto, a ansiedade deixa de ser algo bom quando sai de seu controle, quando tudo parece ir ladeira a baixo, quando você passa a sofrer. 

A ansiedade faz com que você fique 24h achando que algo ruim vai acontecer, seu corpo parece não corresponder aos seus pensamentos, você treme, fica com frio, a dor no estômago se faz presente, você sua frio, o apetite desaparece, nem aquele hambúrguer maravilhoso que aparece no feed do Instagram é uma boa opção, você fica enjoado o dia todo e respirar torna-se uma dificuldade. Muitos pensam que dormir é a válvula de escape, talvez para alguns, mas para mim, e para muitos, é o pior momento do dia, é quando os pensamentos aceleram, pensar em coisas positivas parece impossível, o sono desaparece e os sintomas pioram, é nesse momento que você começa a prestar atenção nos batimentos cardíacos e não consegue desviar a atenção, as horas passam, o dia amanhece e você não tem forças nem pra se mexer, o corpo dói, a vontade de chorar é constante e você se sente cansado como nunca antes.
Ilustração por Gemma Correll
Para um ansioso tudo vira uma bola de neve, qualquer coisa ganha uma proporção enorme e isso é uma coisa que foge do nosso controle. Nem sempre há um motivo exato para uma crise de ansiedade, mas quando tem, mesmo sabendo que está tudo bem, que tem solução, não conseguimos parar os pensamentos, e é isso o que as pessoas não entendem. Quando você pensa que está tudo bem, os pensamentos voltam e os sintomas parecem piorar, aquele aperto no coração, aquele nó no estômago fica ali te lembrando que, na verdade, não está tudo bem.

É preciso que as pessoas entendam um ansioso e para entender é necessário saber escutar, se colocar no lugar do outro. É extremamente difícil para uma pessoa se abrir e contar todas suas angústias e aflições, porque afinal de conta sabemos que muitas vezes você não está dando a devida atenção. Então se você se importa com alguém, dê essa devida atenção, escute-o, fique ao seu lado e mostre para essa pessoa que você se importa e que estará ali independente do que acontecer, acredite nas angústias e aflições dela e escute-a sempre que ela precisar conversar. O ansioso sofre com o excesso de pensamentos, problemas que vão e voltam, muitas vezes conversamos com alguém e achamos que está tudo bem, mas ao ficar sozinho o desespero volta.

Eu sei que tudo parece muito confuso, e na verdade é. Ansiedade não tem cura, tem cuidado e aprendizado para saber controlar a quantidade de sentimentos, pensamentos e emoções que se amontoam em nós. Se você procurar entender um ansioso, dar atenção que ele merece e necessita, estará o ajudando imensamente porque nada é mais forte que o amor!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

SONHOS AFLORADOS
LAYOUT POR LUSA AGÊNCIA DIGITAL