08 outubro 2018

Cine Resenha: Felicidade por um Fio

Fonte: likeparadise.com.br


Ficha Técnica: 
País: Estados Unidos
Ano: 2018
Duração: 1h38min
Gênero: Comédia Romântica, Drama
Direção: Haifaa Al-Mansour
Roteiro: Adam Brooks e Cee Marcellus
Distribuição: Netflix


Olá amoras,


Um tempo atrás eu disse que iria começar a fazer a resenha de um filme por mês, mas aí descobri que eu não assisto tanto filme assim, ou seja, impossível continuar com o projeto.  Entretanto, depois que eu assisti esse filme, eu gostei tanto que quero compartilhar com vocês.

Provavelmente, depois de tanto falarem sobre esse filme, a grande maioria já deve ter assistido, mas ainda assim, imagino que tenha alguém que não tenha assistido.


O filme é uma comédia romântica muito linda, mas diferente dos demais filmes desse gênero, Felicidade por um Fio não aborda exatamente o amor romântico, mas o amor próprio, que é muito mais importante.


Fonte: pesquisa no google
Violet Jones (Sanaa Lathan) é uma mulher bem resolvida, linda, ótima executiva que ama o que faz, porém vive presa por seus próprios costumes, a vaidade sem aceitação!

Depois de viver 2 anos com o cara que imagina ser sua alma gêmea, Violet tem certeza que será pedida em casamento, mas fica completamente decepcionada quando Clint (Ricky Whittle) faz um pronunciamento e entrega um cachorro. 

Após tal acontecimento, Violet fica transtornada e não entende o porquê de após tanto tempo, ainda não ser o suficiente para um pedido de casamento. O problema é que Clint é sincero ao dizer que Violet é perfeita demais e não se aprofunda no relacionamento, já que a mesma procura a perfeição, ao ponto de acordar mais cedo para ficar "mais bela" para quando o namorado acordar. 

É muito interessante como o filme aborda um assunto muito comum na vida de muitas mulheres, como a vaidade é mais importante do que simplesmente viver. Venhamos e convenhamos que, nós mulheres, passamos por isso, nos preocupamos se o cabelo está bom, se a maquiagem está perfeita, sendo que não é esse o ponto. 


Fonte: arrobanerd.com.br
Percebe-se, no filme, que Violet vive nessa prisão com sua vaidade por conta de ensinamentos que sua mãe, Paulette Jones (Lynn Whitfield), transmitiu desde sua infância. Violet foi ensinada que só ficaria bonita com o cabelo liso e cresceu alisando os fios, vivendo de escovas e não se expondo a qualquer situação que a fizesse estar natural, como ter relações com Clint no chuveiro, ou até mesmo dar um mergulho na piscina. 

Enfim, depois dos acontecimentos com Clint, Violet fica muito transtornada, bebe todas e em um episódio de desespero, acaba raspando o cabelo em casa. Quando acorda, é tomada por outro desespero, já que não tem mais volta e a mesma terá que aprender a lidar com a sociedade antiquada e julgadora.


Ta aí outra lição bonita do filme, ela enfrenta a sociedade! Violet aprende a gostar de si mesma além do seu cabelo, além da sua beleza, ela aprende a ter amor próprio e passou a viver sua vida de verdade. 

Fonte: pesquisa no Goole
Lógico que depois de tamanha mudança Clint veio atrás dela e parecia que dessa vez daria certo, já que a personagem tinha se aceitado e estava vivendo e se mostrando como ela realmente é para o mundo. Porém, Clint só gostava dessa nova Violet para o dia a dia, em momentos especiais, como o evento para o pedido de casamento, ele pediu para que ela desse um "jeito" em seu cabelo, traduzindo: Será que você não pode alisar só por hoje?

UÉ! Que amor é esse?! 

A personagem até cedeu por um instante, só que aos poucos foi caindo a ficha de onde estava pisando e simplesmente desistiu de Clint, que foi uma cena e tanto! 

Calma, pera aí! Volta um pouco!

Antes de Clint aparecer em sua vida, Violet conheceu o pai de Zoe (Daria Johns), uma garotinha cheia de personalidade, e os dois começaram um pequeno relacionamento, mas não deu certo porque Violet ainda estava confusa sobre tudo. Mas quando ela desiste de se casar com Clint, consegue dar mais tempo para si e vê que Will (Lyriq Bent) a aceita como ela é,ainda mais depois de tanto empoderamento.


Amoras, não consigo dizer tudo o que esse filme quer passar, mas vou deixar o trailer aqui pra vocês terem um pouco mais da ideia do que esse filme passa.



Só uma dica, se você ainda não assistiu, assista! Vale a pena, já que o assunto é totalmente sobre a mulher, sobre como nos vemos diante de uma sociedade machista e perfeccionista. 

Se ame como você é, independente do que os outros falem, apenas se ame, cuide de você!


Bom filme! 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

SONHOS AFLORADOS
LAYOUT POR LUSA AGÊNCIA DIGITAL